Saiba cuidar dos dentes e da saúde bucal canina

Para muito de nós, tutores de cachorros, eles são como filhos. Garantir que eles cresçam saudáveis e felizes é nossa missão diária. Por isso, é tão importante saber mais sobre a saúde bucal canina.

Vê-lo cabisbaixo ou com alguma dor é de partir o coração, não é mesmo? Mas, infelizmente, pela falta de conhecimento ou por negligência, acabamos comprometendo a saúde deles com problemas e doenças que poderiam ser evitados.

No entanto, para que isso não ocorra mais, separamos algumas informações essenciais para você cuidar do seu cãozinho.

Confira as nossas dicas para promover a saúde bucal canina!

Os primeiros cuidados

Quando trazemos um filhote para casa, descobrimos um universo completamente novo, com surpresas tanto para nós como para eles. 

Conforme crescem, vão passando por diversas mudanças no corpo e de comportamento, e de forma bem mais acelerada do que com os humanos.

Em alguns casos, essa transformação, principalmente na dentição, passa despercebida por seus tutores, sem complicações. Já para outros há a mudança de comportamento, dores e até algumas complicações mais inesperadas. E para os tutores isso pode ser desesperador.

Troca dos dentes

Uma das mudanças é a troca da dentição de leite. Isso mesmo, os cachorros também passam pela troca de dentição!

Seus primeiros dentinhos começam a nascer logo após os primeiros 15 dias de vida, quando começam criar autonomia e a explorar o mundo sozinhos.

Já a troca começa a acontecer por volta dos 4 meses e pode ir até os 9 meses, mas esse tempo não é uma regra, pode variar de raça para raça.

Para essa fase, o tutor pode fazer o acompanhamento em casa, e é importante manter todas as vacinas em dia.

Como promover a saúde bucal canina

Para cuidar da saúde bucal, é muito importante que haja a higienização correta, assim como nós, ele podem ter sérios problemas com a dentição, colocando a vida do seu animal em risco.

As escovas de dentes apropriadas para os pets lembram as nossas, porém possuem um cabo mais longo. Para a escovação, você também pode utilizar dedeiras de silicone ou até mesmo utilizar gaze, que são facilmente encontradas em farmácias e drogarias.

Mas nunca use pasta de dente ou produtos humanos, pois elas contêm componentes e químicas que são extremamente prejudiciais ao seu pet. Caso ache necessário, procure produtos indicados e feitos exclusivamente para isso.

É importante que você comece a escovação desde pequenos, para que ele acostume com o processo sem resistência. Procure deixar o momento mais alegre e seja paciente.

Você pode utilizar como apoio brinquedos próprios para higienização. Já o uso de enxaguantes bucais devem ser evitados, apenas usados em casos em que forem indicados pelo profissional de odontologia canina, pois eles costumam esconder o problema que o mau hálito costuma apresentar.

O que fazer quando o animal odeia a escovação?

Sabemos que, para alguns cãezinhos, o processo de banho e escovação pode ser perturbador, tanto para eles quanto para os seus tutores. Por isso, para evitar esses tipos de situações, é recomendado que se inicie o hábito desde filhote.

No entanto, muitos tutores estão descobrindo a importância da saúde bucal canina agora, ou pode haver um caso de adoção de um cão com idade avançada.

Mas se ele apresentar alguma resistência, não se preocupe, não é o fim. Existem outros meios que podem auxiliá-lo nesse processo.

Você pode encontrar facilmente petiscos com o objetivo de higienização, porém, é muito importante consultar um especialista para saber se não vai trazer problemas para seu animal, ainda mais se ele possui problemas com obesidade, já que os petiscos são altamente calóricos.

Outra opção é o uso de sedativos em clínicas para higienização, mas para cachorros mais velhos esse procedimento é muito arriscado.

Por fim, hoje é possível encontrar inúmeros brinquedos que ajudam na quebra dos tártaros presentes na dentição canina.

Quando levar seu cãozinho ao dentista?

Essa é uma dúvida que muito tutores têm. Se você leu esse conteúdo até aqui, já entendeu que existem alguns cuidados que precisam ser tomados. 

Quando não, podem causar sofrimento para o seu animal. Lembre-se que eles são totalmente dependentes de você em vários aspectos, inclusive a saúde. 

É preciso observar diariamente como estão os dentes, se há alguma queixa, preferência por alimentos macios ou se seu cãozinho está “estranho”. A comunicação deles é por meio de seu comportamento, cabe a nós sabermos interpretar os sinais.

Outro ponto é observar se há sintomas, como gengivas inflamadas, mau hálito, sangramento, acúmulo de tártaro ou perda de dentes após a fase adulta.

Vale ressaltar que o mau hálito é um sintoma de que algo de ruim está acontecendo, por isso, ao perceber que está frequente, leve-o o mais rápido possível ao especialista.

Novamente, ao detectar qualquer mudança, é importante procurar um profissional da odontologia para que sejam tomadas as melhores decisões para sua saúde.

A odontologia canina

Graças à tecnologia, hoje podemos falar sobre odontologia canina, antes esses procedimentos eram feitos por cirurgiões gerais, mas já é possível separá-los.

Além disso, existem diversos procedimentos que foram adaptados para os cães, com o objetivo de melhorar sua saúde bucal, ou até mesmo por estética.

Clareamento dental

O clareamento dentário é um procedimento estético, realizado tanto em humanos quantos em cachorros. 

Esse tipo de tratamento é considerado como luxo. Hoje é possível fazer o 

clareamento no consultório ou fazer o clareamento por moldeira, dependendo da clínica.

Fique atento, é possível encontrar inúmeras receitas “naturais” na internet, explicando como fazer o clareamento dental de forma caseira, mas eles são totalmente arriscados e contraindicados.

Se desejar fazer esse tratamento, procure um especialista e siga suas orientações. Afinal, nada mais bonito do que ver o seu animal saudável, não é mesmo?!

Aparelho ortodôntico

Pode até parecer cômico, mas existe o tratamento com aparelho metálico para os cachorros. É quase o mesmo processo dos humanos, porém não existem outros formatos de aparelhos, como aparelho dental transparente e nem precisa.

O tratamento pode ser doloroso para o animal, por isso, só é realizado em casos de necessidade e que atrapalhe a alimentação desse animal. Ao contrário dos humanos, o tratamento possui um tempo menor, mas possui grande efetividade.

Restauração dentária

Por diversos motivos, os animais acabam danificando os dentes, sendo bem cuidados ou não, eles estão submetidos a imprevistos.

Por isso, hoje podemos encontrar desde restaurações feitas com resina até implantes dentários. Claro, cada formato dependerá da necessidade do seu animal.

Nos casos dos cães, as restaurações não são feitas por estática, como no caso dos humanos, em que podem “esconder” as imperfeições por meio de lente de contato dental.

Esses tratamentos nem sempre são tão acessíveis, mas com a conscientização dos tutores, cada vez mais aumenta a demanda e, com isso, a necessidade de novas clínicas especializadas.

Caso o seu animal precise de algum tratamento dentário e você não conheça nenhuma clínica, uma boa dica é pesquisar na internet, mas não só com perguntas, como

quanto custa um implante dentário’, e sim com palavras-chave, como implante dentário canino, clareamento dental pet, entre outros.

Dessa forma, o Google trará apenas os resultados mais relevantes, assim como as clínicas que mais possuem propriedade no que fazem.

Promover a saúde bucal canina é uma forma de carinho!

Infelizmente, muitos tutores negligenciam o poder de uma boa saúde bucal canina e, com isso expõe seus pets a doenças e complicações.

Por isso, se você leu esse conteúdo até o fim, é porque realmente se importa com o seu cão. Parabéns, tutor!

Conteúdo produzido por Ana Laura Ferreira, redatora na empresa Vue Odonto.