Depressão em cachorro: o que é e quais os principais sintomas?

Assim como nos humanos, a depressão em cachorro também é comum e está relacionada a vários fatores que podem desencadear a doença. 

Sutil e silenciosa, ela chega lentamente e quando você se dá conta seu cachorro está apático e triste. 😔

Cachorros de todas as idades e raças podem apresentar a doença que deve ser tratada assim que forem verificados os sintomas. 

Para isso é preciso estar atento e saber como identificá-la. Continue lendo nosso post e saiba mais sobre a depressão em cachorro!

O que é depressão canina?

A depressão é uma doença que, na maioria das vezes, se caracteriza por uma tristeza profunda e duradoura e está relacionada com questões psicológicas, como medo e ansiedade. 

A depressão, de forma geral, dá alguns sinais e, tanto em gente, como em cachorros, ela pode se manifestar igualmente. 

Por ser silenciosa é preciso muita atenção para detectá-la. 

O que causa depressão em cachorro?

Qualquer tipo de mudança na rotina do seu cão pode fazer ele ficar depressivo. Outros fatores são a idade, estresse e ansiedade

Se você tinha o costume de passear com seu cão diariamente, por exemplo, e teve que diminuir a quantidade de saídos, esse fato pode ser a causa da doença. 

Outro exemplo é uma mudança de ambiente. 

Se seu cachorro foi adotado e acabou de ir para sua casa é comum que ele fique meio triste até se acostumar com a nova rotina.

Quando a família muda para um local menor e o cachorro percebe que tem menos espaço para correr e brincar, também pode ocasionar tristeza profunda.

A depressão também pode se manifestar após um processo mais longo e grave de doença que, geralmente, traz mudanças na rotina e o deixa mais frágil. 

Separações também são fatores que motivam para que a depressão em cachorro se desencadeie. 

Seja uma viagem longa de um membro da família, uma separação conjugal e, principalmente, a morte de um ser querido, dono ou um outro animal amigo. 

A chegada de um novo membro na família também pode ser motivo para que ele se sinta abandonado.

É importante informar que algumas cachorras têm depressão pós-parto também, assim, como muitas mulheres. 

Sintomas que seu cachorro está deprimido

Existem vários sintomas que precisam ser observados e se persistirem devem ser tratados:

  • falta de apetite e consequente perda de peso e fraqueza,
  • perda de interesse em brincar, passear e fazer o que gosta,
  • preferência por ficar sozinho, o característico isolamento,
  • deixar de gostar de carinhos e mimos dos donos,
  • entre outros. 

É importante não confundir os sintomas de depressão com as reações que o cachorro tem relacionadas à síndrome da ansiedade da separação

Como tratar a depressão em cachorro?

Caso exista qualquer desconfiança de que seu.dog esteja depressivo, o primeiro passo é visitar um veterinário para avaliação e diagnóstico do problema. 

Não medique seu animal sem orientação de um profissional. A depressão em cachorro é um momento muito difícil para o animal, por isso, respeite a condição dele. 

É hora de exercitar a paciência e compreender a situação pela qual ele está passando. Atenção e carinho é o que ele mais espera de você!

Outro ponto importante é que o seu amigo capta também suas emoções, por isso, se, de repente, ele parecer triste, preste atenção se não é reflexo da sua tristeza antes de pensar que ele está deprimido.

Agora que você sabe um pouco mais sobre depressão em cachorro, que tal seguir o seu.dog no Facebook?! Você vai ficar por dentro de muitas novidades!