Um dos maiores prazeres do ser humano é encontrar um bom filme, preparar o ambiente, estourar uma bacia de pipoca e curtir um cinema em casa com a família e o seu peludo. Nessa hora surge a dúvida: será que cachorro pode comer pipoca?

A comida humana pode ser um problema para os cães, especialmente os temperos utilizados para proporcionar um diferencial no sabor. 

Nossos bichinhos podem, inclusive, serem intoxicados pelos condimentos.

Isso porque o sistema digestivo dos cães é diferente do nosso e nem tudo que comemos serve para eles.

A pipoca, em particular, com o uso do sal e de outros ingredientes que são adicionados pode prejudicar a saúde dos cães.

Nesse post vamos responder se cachorro pode comer pipoca e mostrar o que fazer para que ele se sinta prestigiado quando acompanha as sessões de cinema. Continue lendo!

Meu cachorro pode comer pipoca?

Para responder se cachorro pode comer pipoca precisamos primeiro lembrar que esse não é um alimento aconselhável para satisfazer a fome.

A pipoca serve como uma guloseima que, reconhecidamente, é muito saborosa, mas está distante de ser um alimento rico em nutrientes.

A pipoca industrializada de micro-ondas – ou feita com óleo, manteiga e sal – não é nada recomendável para os cães, já que pode causar danos à saúde digestiva dos bichinhos, provocando:

Para os cães pequenos, além das consequências já mencionadas, a pipoca pode causar asfixia, uma vez que os grãos maiores podem se prender na garganta.

Além disso, os milhos não estourados podem ficar presos nos dentes ou nas vias aéreas dos bichinhos, fazendo com que se esgasguem.

No entanto, existe uma alternativa para servir pipoca para o seu cachorro. 

Pode-se prepará-la sem óleo, manteiga e sal, e servir pequenas quantidades aos companheiros do cinema em casa.

Quais cuidados devem ser tomados ao dar pipoca para os cachorros?

Alguns cuidados devem ser tomados para servir pipoca aos cães.

O seu cachorro pode comer pipoca desde que seja preparada de forma diferenciada, conforme já mencionado nesse post.

Além disso, ela precisa ser servida em quantidades pequenas nos formatos menores e sem as sementes.

Além disso, não esqueça: nada de temperos, condimentos, sal, óleo e manteiga.

Sem esses cuidados, você estará colocando em risco a saúde do seu cãozinho.

A substituição da pipoca por petiscos pode ser uma alternativa mais saudável, no entanto, tenha cuidado para não exagerar na dose, afinal de contas, elas não devem ser servidas em grandes quantidades.

Como inserir pipoca na dieta do meu cachorro?

Será que vale a pena inserir pipoca na dieta do cachorro?

A pipoca não possui grande valor nutricional, portanto, não trará benefícios para a saúde do seu bichinho.

Se ainda assim você deseja incluir outros alimentos no cardápio do seu dog, escolha frutas recomendadas e opções que contribuam com a qualidade de vida do seu amigo.

Não precisa ficar preocupado: se ele se tornou o fã número um da pipoca em função das sessões de cinema, ocasionalmente ofereça a ele uma pequena quantidade, no entanto, não a inclua no cardápio da alimentação diária do seu cão.
Agora que você já sabe se cachorro pode comer pipoca, que tal continuar lendo sobre a alimentação do seu pet, no nosso post que fala sobre dogs comerem comida de gente?!