Cachorro pode comer comida de gente?

A alimentação sempre é uma preocupação para os donos dos pets e, a maioria deles, se pergunta se cachorro pode comer comida de gente.

Por muito tempo se pensou que cachorro só devia comer a ração e que não seria indicado introduzir qualquer outro tipo de alimento na sua dieta. 

Mas, ultimamente, há um grande movimento para dar comida “de gente” para os dogs, a chamada alimentação natural.

Esse movimento gerou uma certa confusão em relação a tudo que se pode dar e ao que ele não deve comer.

Afinal, cachorro pode comer comida de gente? Posso dar as sobras do almoço pra ele? Preciso fazer comida separada? Continue lendo nosso post e saiba responder todas essas perguntas. 

A evolução da alimentação canina

Os cães estão presentes na vida do homem há muito tempo, mas, nem sempre foram domesticados.

Por séculos eles eram tidos como animais de caça e se alimentavam de suas presas

Somente no século XIX, eles passaram a ser considerados como animais de companhia e seus donos começaram a se preocupar em dar um melhor alimento para eles, bem como mais conforto e atenção à saúde.

Os cachorros começaram, então, a comer os restos deixados nos pratos pelos membros da família. 

Essa refeição era composta por ossos que, por vezes, eram perigosos, como os de galinha (que se esfarelam e podem engasgar). 

Além disso, na comida dada tinha os mais diversos temperos e condimentos. 

Um pouco mais tarde, tutores mais preocupados com a alimentação canina começaram a introduzir na dieta dos cachorros o fubá, arroz, restos de carne e alguns legumes. Mas, ainda estava longe de ser a comida ideal para um cão. 

Foi em 1860 que o inglês James Spratt apresentou o primeiro alimento industrializado para cães, era uma espécie de bolo, sem muito valor nutricional. 

De lá para cá, a indústria alimentícia para cães cresceu e hoje o mercado oferece as mais completas e nutritivas rações para os animais, com inúmeros sabores e qualidades

Por muito tempo, elas foram consideradas como o alimento ideal, inclusive, muitos tutores a utilizam como fonte única de alimentação.

Mas, como tudo evolui, existem tutores e profissionais que defendem que cachorro pode comer comida de gente e isso faz muito bem à saúde, desde que de forma saudável e balanceada. 

Então, cachorro pode comer comida de gente?!

Muitas rações usam ingredientes transgênicos em suas formulações e têm como fonte de proteína principal, farinhas feitas com restos de alimento.

Por conta disso, são responsáveis, em muitos casos, por causarem alergias e outras doenças nos animais.

Esse fato fez surgir o movimento de voltar a dar comida natural aos cães.

Vale deixar claro que cachorro pode comer comida de gente, no entanto, o cardápio ideal não é o resto de almoço que sobrou da sua família.

Os cachorros não podem comer qualquer alimento e devem ter uma dieta balanceada, assim como a gente.

Portanto, os veterinários especializados em nutrição formulam dietas e cardápios naturais para que seu.dog tenha a quantidade de ingestão de nutrientes adequada.

Em regra geral, os pets adoram! 😋 

O que seu cachorro pode comer?

A alimentação natural para cachorro deve ser preparada de forma diferente da refeição comum da sua família.

Nesse ponto, a ausência de temperos, principalmente os industrializados, é fundamental para o bem-estar e saúde dele. 

Alguns temperos e condimentos, que fazem nossa refeição ficar mais gostosa, podem ser completamente tóxicos para os cachorros se ingeridos em grande quantidade.

Outro ponto importante é ponderar na quantidade de proteínas e gordura.

É necessário ficar atento ainda à ingestão de proteínas e vitaminas, por isso, só inclua uma dieta natural para o seu cão a partir de orientação de um profissional, preferencialmente, com um veterinário nutrólogo. 

A quantidade e os ingredientes dependem diretamente muito da raça, da idade, do peso e também da quantidade de atividade física que ele pratica.

Quais são os alimentos indicados?

A pergunta feita é se cachorro pode comer comida de gente e já vimos que sim. 

Mas, assim como nós, o ideal é a ingestão de comidas mais saudáveis, como arroz integral, carnes magras, ovos, legumes e folhas variadas.

Sabemos que já batemos nesse tecla muitas vezes durante o post, mas, vale reforçar: tudo isso indicado por um profissional nas quantidades certas, para evitar que seu cachorro fique desnutrido ou tenha uma alimentação que não é adequada.

Em regra geral, a carne deve ser magra, pois, a gordura pode causar mal-estar, podendo ocasionar vômitos e diarreias. 

Ela também deve ser bem cozida para evitar o risco de contaminação. 

Ao optar pela alimentação natural crua, deve-se seguir o protocolo completo de higienização.

Já em relação à frequência, deve ser dada duas vezes ao dia, uma na hora do almoço e outra na hora da janta.

Se seu veterinário indicar, é possível fazer uma suplementação de vitaminas e nutrientes através de complementos e frutas.

Agora que você sabe que cachorro pode comer comida de gente, deve estar pensando que esse é um processo mais trabalhoso, já que é preciso fazer uma alimentação separada, sem temperos, cuidando muito bem do ponto da carne, mas é tudo uma questão de costume. 

Com o tempo você vai perceber que é prático e saudável e pode ser uma boa forma de economia.

Caso, mesmo assim, você opte pelas rações, algumas delas também oferecem como benefício não possuírem corantes, transgênicos e conservantes. Vale a pena pesquisar e escolher o melhor método para o seu cão e para você. 

Agora que você sabe que cachorro pode comer comida de gente, que tal aprender como fazer 4 receitas de petiscos naturais para ele?!