Será que seu cachorro pode comer pão?

É muito comum que as pessoas deem um pouco do que estão comendo a seus amigos peludos. Afinal, é difícil resistir a carinha de pidão deles.

Contudo, muitas vezes não é levado em consideração que os nossos alimentos podem fazer muito mal a eles, causando até mesmo o óbito, em alguns casos.

Por isso, se você quer saber se seu cachorro pode comer pão, confira o post que preparamos sobre esse tema!

Afinal, cachorro pode comer pão?

Geralmente os tutores têm essa dúvida, ainda mais pelo fato do pão estar tão presente na rotina alimentar do ser humano.

Contudo, é importante ressaltar que o organismo dos animais funciona de maneira diferente e nem tudo que podemos comer faz bem a eles.

É importante educar o cão desde novo para que ele não fique pedindo comida, pois sabemos o quão difícil é negar um pãozinho diante do olhar irresistível que eles fazem (chega a ser golpe baixo!).

Caso você tenha muita dificuldade na hora de negar, uma opção é oferecer petisco específico para pets.

Mas lembre-se que mesmo sendo liberado, é preciso ter controle. Tudo em excesso pode ser prejudicial.

Voltando à questão inicial, se o cachorro pode comer pão, a resposta é: não é indicado. Por mais que não seja uma comida tida como perigosa, pode causar alguns problemas futuros.

Mas, caso ele coma por acidente, não é algo muito preocupante também. Apenas fique atento se ele demonstra alguma reação e ao menor sinal de indisposição, leve-o diretamente ao médico veterinário. Somente um profissional capacitado sabe a melhor ação a ser tomada.

Por que cães não podem comer pão?

Embora o pão não seja considerado um alimento tóxico para os cães, existem alguns fatores que podem causar algum tipo de reação e mal-estar ao animal, podendo causar complicações graves.

Abaixo listamos os principais motivos para você deixá-lo bem longe do seu pet.

Fermento

O fermento utilizado na fabricação do pão é extremamente nocivo para o cachorro, podendo causar problemas como inchaço no trato intestinal, que provoca incômodo, gases e vômito.

Conhecida também como dilatação vólvulo-gástrica, essa complicação pode ser fatal em alguns casos. O estômago dele enche de gases até se contorcer, causando dores intensas.

Alergias

Assim como nós humanos, os animais também podem apresentar alergias a alguns alimentos. A diferença está no fato de que eles não conseguem nos dizer o que estão sentindo.

Por isso, é importante ficar de olho caso ele tenha comido por acidente, pois se apresentar qualquer sinal de incômodo ou enjoo, é necessário levá-lo imediatamente a um médico veterinário.

Álcool

Você sabia que a ingestão da massa feita à base de fermento pode produzir álcool no organismo? É verdade!

E isso pode causar envenenamento ao animal. Os principais sintomas são:

  • vômitos,
  • diarreia,
  • tremores,
  • respiração ofegante
  • desorientação,
  • perda dos movimentos.

Cuidado com a massa crua!

Se não é novidade que a massa crua é prejudicial até mesmo para os humanos, imagine, então, o estrago que ela pode fazer no organismo de um pet.

Para você que estava em dúvida se seu cachorro pode comer pão, saiba que a massa crua é ainda pior, pois o processo de fermentação continua dentro do estômago do animal, podendo provocar distensão abdominal.

Agora que você já sabe que esse alimento não deve fazer parte da dieta do seu amigão, aproveite para conferir qual o melhor tipo de alimentação natural para cães!