Gripe canina: saiba como proteger seu amigo

Assim como os humanos, os cachorros também podem contrair viroses. Uma enfermidade bem comum entre eles é a gripe canina. 

Ela é transmissível entre um cão e outro, ou seja, não passa de humanos para cachorros, e acomete animais de todas as idades e raças.

É mais comum nos cães que ficam ao relento e em abrigos.

Sua incidência é maior no inverno e, se não cuidada, pode ter complicações mais sérias, como pneumonia.

Continue lendo nosso post e saiba como proteger seu animal da gripe canina!

Causa da gripe canina

O vírus responsável pela gripe canina é a Influenza tipo A subtipo H3N8, baita palavrão, né?! 😜😂

Ele foi descoberto em cavalos há mais ou menos 40 anos, mas, só em 2004 esse vírus foi identificado em cachorros.

Alguns cães estavam apresentando problemas respiratórios desconhecidos e, após uma investigação, foi descoberto que era o mesmo vírus que se alojava nos cavalos.

Acredita-se que ele tenha sofrido mutações e se adaptou para ser transmitido também para cães, principalmente nos que viviam em canis, em abrigos ou pelas ruas.

Outro vírus que também pode causar gripe canina é a Influenza A H3N2, que começou sendo uma gripe aviária e hoje em dia pode infectar mamíferos, inclusive, humanos.

A gripe canina causada por H3N2 foi identificada pela primeira vez em cães da Coreia do Sul em 2007 e, desde então, vem se espalhando pela China e Tailândia.

O primeiro caso nos Estados Unidos foi reportado em 2015 e não se sabe como o vírus foi parar lá.

Infelizmente (ou felizmente!) não existem dados divulgados de gripe canina causada por H3N2 no Brasil para trazermos para vocês.

Como funciona a transmissão?

Assim como nas pessoas, a gripe canina é transmitida através do vírus no ar.

O vírus pode ser transmitido através do contato direto de um cão infectado com outro cachorro, bem como através de contato com objetos contaminados.

O vírus pode permanecer vivo em roupas por até 24 horas, em superfícies por até 48 horas e nas patas por 12 horas.

O contágio acontece, normalmente, quando o cachorro portador do vírus ainda não apresenta nenhum sintoma, em torno de 2 a 4 dias depois da contaminação. Porém, o cão pode espalhar o vírus por até 10 dias.

Sintomas da gripe canina

Os sintomas mais comuns são parecidos com os nossos: tosse, coriza, febre, sono e apetite reduzido.

Normalmente, os cachorros se recuperam em cerca de duas a três semanas, mas, em alguns casos, alguns cães podem desenvolver infecções bacterianas que podem resultar em pneumonia e, raramente, em morte.

Parece muito assustador, certo?! Mas, não se preocupe, a taxa de complicações causada por gripe é muito baixa quando os cachorros são acompanhados por veterinário.

Vale lembrar que alguns cães podem estar com a gripe e não manifestar nenhum sintoma, mas ainda ser uma fonte de contágio para outros.

Tratamento

Não existe um tratamento para gripe canina, assim como a humana.

A ingestão de muito líquido é necessária para evitar a desidratação, além de manter uma alimentação nutritiva.

O veterinário pode recomendar alguns remédios para o cachorro ficar mais confortável com a tosse e a coriza.

É fundamental um acompanhamento veterinário para avaliação e certeza de que seu.dog está com gripe e não com uma doença mais séria.

Existe vacina para gripe canina?

Existe, sim, vacina para gripe, mas, ela não consegue evitar totalmente a enfermidade.

A vacina tem a função de diminuir os sintomas e a transmissão do vírus a outros cães.

A maioria dos veterinários não recomenda ela para todos os cães, apenas para aqueles que estão em abrigos ou em situações que entrem em contato com vários cachorros diferentes.

Se você ainda tem dúvidas sobre a gripe ou sobre a vacina, entre em contato com o seu veterinário de confiança, com certeza, ele poderá te dar mais informações.

Vale lembrar ainda que nem sempre uma tosse ou coriza são sinais de gripe canina, por isso, o diagnóstico profissional é a melhor solução para cuidar do seu animal. 

Agora que você sabe mais sobre a gripe canina, que tal ler nosso post “Cachorro sente frio?” para cuidar melhor do seu cão no inverno?!