Basta a temperatura cair que muitos donos colocam em seus cãezinhos roupas, gorros, meias e até cachecóis.

Mas será que realmente isso é necessário?

Os cães sentem o mesmo frio que nós, seres humanos?

A resposta para essas perguntas depende de uma série de fatores que precisam ser considerados, como raça, idade, tipo de pelagem e até mesmo a quantidade de gordura dos cachorros.

Nesse post vamos apresentar detalhes a esse respeito. Continue lendo e saiba se seu cachorro sente frio!

Temperatura canina

A temperatura corporal dos cães é diferente dos seres humanos.

Enquanto a nossa temperatura varia entre 36 °C e 37,3 °C, a dos cães é mais alta, oscilando entre 38º e 39,2ºC.

Portanto, os cachorros não sentem a mesma intensidade de frio do que os humanos, mas, ainda assim, são afetados pela temperatura.

Isso significa que alguns cachorros podem sentir frio, possuindo maior sensibilidade os filhotes e os cães mais velhos.

Como saber se seu cachorro sente frio?

tired dog GIF

Dependendo da raça do seu cachorro, ele possui uma ou duas camadas de pelo, uma mais longa e outro mais curta conhecida como subpelo.

As duas camadas de pelo são percebidas nas raças de cães que possuem pelagens longas,  o que os protegem do frio com maior eficácia.

Já os cães de pelagem única são aqueles que possuem pelos curtos, o que os torna mais sensíveis a temperatura.

Algumas raças de cães que não gostam do inverno e do frio:

  • Chihuahua;
  • American Pit Bull Terrier;
  • Boston Terrier;
  • Pug;
  • Buldogue Francês;
  • Boxer;
  • Dog Alemão;
  • Dachshund;
  • Pinscher Miniatura;
  • Yorkshire Terrier.

Outro ponto importante com relação ao frio é o nível de gordura do seu cãozinho.

Os mais gordinhos tendem a sentir menos frio, uma vez que a gordura é um excelente isolante térmico.

Como cuidar dos cães que sentem mais frio?

Sinais de que seu cachorro sente frio são visíveis, uma vez que a tendência é que ele busque o canto de algum ambiente ou procure almofadas ou tapetes para se deitar.

Também é comum ele se enrolar para que seu próprio corpo o aqueça.

Se isso estiver acontecendo, alguns cuidados podem ser tomados a esse respeito, como, por exemplo, não realizar a tosa no período de inverno.

Outro ponto importante é uma verificação do ambiente onde o seu cão dorme que deve ser quente e seco, além de estar protegido do vento e da chuva.

Já com relação aos banhos no inverno, é prudente diminuir a quantidade, além de escolher dias mais quentes e cuidar para que o processo de secagem seja bem realizado. Não se esqueça de utilizar água morna para aliviar o frio!

E as roupas para o cachorro, como ficam?

As roupas para aquecer seu cãozinho são eficientes se realmente ele estiver passando frio, caso contrário isso pode ser prejudicial porque o excesso de calor pode levá-lo a uma hipertermia, que ocorre quando a temperatura do corpo ultrapassa a natural.

Caso venha a adotá-las, é importante que sejam confortáveis, sem nós e enfeites pendurados, já que o cachorro pode tentar roer e retirá-los, causando algum ferimento.

Outro ponto importante que precisa ser verificado, para os cachorros que são peludos, é que as roupas poderão criar nós em seus pelos.

Não esqueça, portanto, de pentear seu cãozinho antes de vesti-lo.

Se seu cachorro sente frio, você, a partir desse post, sabe o que fazer para evitar o problema.

Que tal assinar nossa newsletter para ficar por dentro de mais assuntos como esse?!