Cachorro triste: como saber se seu pet está bem?

Para quem ama o seu peludo, um cachorro triste é motivo de preocupação e acaba afetando o ambiente do lar.

Diferente do que muitos pensam, os cães possuem sentimentos e se abatem ou deixam entristecer a partir dos acontecimentos, inclusive quando o seu tutor não está passando por um bom momento na vida.

Entre os poucos estudos científicos realizados com relação ao assunto, a Universidade de Bristol, na Inglaterra, acompanhou o comportamento canino e concluiu que existem evidentes sinais que demonstram depressão nos cachorros.

A depressão, como ocorre com os humanos, leva os cães a uma profunda tristeza, no entanto, quando percebida a tempo, pode ser evitada.

Nesse post abordamos o cachorro triste e apresentamos como identificar e tratar desse problema. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

Como identificar um cachorro triste?

Se o seu peludo sempre foi brincalhão e o recebe com alegria, latidos e saltos, abra os olhos se, de um dia para outro, ele se transformar em um animal tristonho. Isso é sinal de que algo não está bem.

Existem alguns comportamentos que demonstram que o seu dog não está feliz, entre os quais se destacam:

Perda de apetite

Muitas vezes, nossos amigos tentam nos manipular através de algum comportamento para ganhar a atenção e aquilo que desejam. A perda de apetite não faz parte dessa artimanha, principalmente se ele sempre se alimenta bem e não vê a hora de saborear a sua comida.

Esteja atento se a perda de apetite se prolongar, pois pode ser alguma doença viral ou o problema pode estar relacionado ao sentimento de tristeza.

Lambedura excessiva

Outro comportamento que pode demonstrar sinais de cachorro triste está no ato se lamber de forma excessiva.

Apesar de ser natural o cão se lamber, quando a situação passa dos limites é necessária uma avaliação a respeito, pois, normalmente, esse comportamento está associado à ansiedade e problemas emocionais, inclusive tristeza.

Latidos em excesso

Latir é um dos meios dos cães de se comunicarem, no entanto, quando essa prática ultrapassa o normal, é sinal de desequilíbrio emocional.

Os cães latem excessivamente para expressar sua:

  • ansiedade,
  • medo,
  • frustração,
  • tristeza.

O latido é a forma de chamar atenção, portanto, esse sinal pode ser um pedido de socorro.

Isolamento

Por último, o isolamento é um sinal característico que o seu cachorro está precisando de ajuda.

Algo sério está acontecendo com o seu peludo quando ele se afasta e deseja ficar isolado e em silêncio. Pode ser um problema físico ou tristeza.

Como animar meu dog?

O que fazer para animar nosso querido amigão? 

Normalmente o cachorro triste apresenta alguns dos comportamentos citados e isso se dá em função de situações que ele está vivenciando, tais como:

  • perda ou separação de um ente querido,
  • mudança de casa com a família,
  • perda do seu brinquedo favorito,
  • falta de atenção,
  • tédio.

Caso o seu cachorro esteja triste e aparentemente não exista um motivo para isso, é importante levá-lo ao veterinário para uma avaliação mais criteriosa.

No entanto, se você percebe ou conhece o motivo da tristeza, é hora de reverter o quadro, onde algumas ações podem ser praticadas para alegrá-lo, tais como:

  • manter a rotina e hábitos aos quais ele está acostumado,
  • buscar um tempo para um passeio diário com seu cão,
  • incentivá-lo a ficar por perto na hora da TV ou da conversa em família,
  • fazer carinho e demonstrar o seu afeto pelo peludo.

É importante estar atento aos sentimentos do seu cão e não permitir que a tristeza possa se transformar em uma depressão, para isso, as dicas que apresentamos são valiosas e precisam fazer parte da vida do seu dog.

Agora que você já sabe o que fazer com cachorro triste, leia nosso post que apresenta os 4 fatores que contribuem para o estresse canino!