O organismo humano e o dos nossos cãezinhos são bem diferentes, então, é comum que surja a comparação entre a alimentação deles e a nossa. Você já se perguntou se cachorro pode comer abacate?

Essa fruta é muito versátil e nutritiva, por isso, vem se popularizando entre os brasileiros e é usada em diversas receitas. 

Para quem tem animais de estimação, é muito comum flagrar o pet querendo dividir as refeições dos donos. 

No entanto, as diferenças entre os organismos de seres humanos e cães demandam cuidado com o que dividimos com eles, pois alguns alimentos podem ser tóxicos para os bichinhos. 

Neste post, contamos para você se os cachorros podem comer abacate ou não e por quê. Saiba mais!

Afinal, cachorro pode comer abacate?

Alguns cachorros têm paladares inusitados e adoram comer legumes, verduras e frutas. 

Em geral, esse não tende a ser um problema, mas há exceções perigosas e o abacate parece ser uma delas. 

Apesar de possuir muitos nutrientes benéficos para a saúde humana, o abacate também tem uma substância chamada persina. 

Estudos na área da medicina veterinária mostram que essa substância é tóxica para o organismo de diversos animais, incluindo os cães.

Há casos de cachorros que se alimentam dessa fruta com frequência, quando vivem perto de abacateiros, por exemplo, e não demonstram qualquer problema. 

Por outro lado, veterinários já registraram casos de animais da espécie que comeram a fruta e desenvolveram problemas digestivos, como a pancreatite. 

Por esse motivo, de modo geral, não podemos afirmar que o cachorro pode comer abacate e esse consumo deve ser evitado.

Vale reforçar: embora haja casos em que não ocorrem problemas no organismo do cão, há muitos outros alimentos que podem ser consumidos de forma segura, então não há necessidade de arriscar.

Os perigos de oferecer abacate para o seu.dog

Agora, você já sabe que se alguém perguntar se cachorro pode comer abacate, a resposta é não. Mas por quê?

Primeiramente, como vimos, a persina é uma substância encontrada na fruta e não representa um perigo à saúde humana, mas é tóxica para os cães, podendo gerar complicações no sistema digestivo dos animais.

Além disso, a persina não é encontrada apenas na polpa do fruto, mas também na sua casca, folhas e galhos do abacateiro, o que exige cuidado redobrado para os donos de pet que têm uma árvore como essa em casa. 

Recomenda-se, inclusive, que o bichinho seja mantido à distância da planta por uma cerca, por exemplo.

Outro motivo pelo qual negamos que cachorro pode comer abacate está ligado ao seu valor nutricional. 

Embora seja um alimento com muitas vitaminas e fibras, essa fruta também tem um teor alto de gordura e calorias, que podem sobrecarregar o organismo dos cães.

Por fim, o caroço do abacate também pode ser um perigo para os doguinhos que gostam de brincar e morder objetos. 

Esse caroço é rígido e grande, o que pode representar um risco de engasgo para os pets.

Caso o meu cão coma um abacate, o que devo fazer?

Já concluímos que há vários motivos para negar que cachorro pode comer abacate, mas sabemos que acidentes podem acontecer. 

Por isso, se seu cão acabou comendo a fruta, mantenha a calma e fique atento ao comportamento dele.

Observe cuidadosamente o animal durante as primeiras 48h após a ingestão. Sintomas comuns da intoxicação por consumo de abacate incluem:

  • diarreia, 
  • vômito, 
  • apatia, 
  • dor abdominal. 

Caso o cachorro demonstre algum desses sintomas durante esse período, é essencial consultar um veterinário imediatamente para dar início a um tratamento apropriado.

Se seu cão não apresentar sintomas, esse pode ser um indício de que seu organismo tem uma certa resistência à persina. Mesmo assim, não brinque com a segurança do seu.dog e tome cuidado para que a ingestão do abacate não aconteça novamente.

Agora que você já sabe que cachorros não podem comer abacate, continue por aqui e leia outro post para descobrir se eles podem comer pizza!