Cachorro com medo de fogos de artifício: como lidar com as festividades?

As festas de final de ano estão chegando e você não consegue parar de pensar no seu cachorro com medo de fogos de artifício?

Realmente essa é uma preocupação que tira o sono de muita gente. 

É angustiante imaginar o pavor que os peludos sentem com os estrondos dos fogos.

Contudo, você sabia que existem algumas coisas que podem ajudar nesse momento? Isso mesmo! 

E é justamente sobre isso que vamos falar hoje. Então, se você quer saber como acalmar seu cachorro com medo de fogos de artifício, continue lendo e confira o que preparamos.

Como manter o cachorro com medo de fogos de artifício seguro?

Para acalmar cachorro com medo de fogos de artifício é necessário ter paciência e cuidado.

Barulhos intensos causam uma enorme agitação, considerando que a audição dos cães é muito mais aguçada do que a dos humanos.

Mas nem tudo é preocupação, afinal, existem algumas técnicas que podem ser utilizadas para amenizar essa tensão. Confira algumas delas:

Treine-o

Sabemos que existem ocasiões em que os fogos de artifício são inevitáveis, como dias de jogos de futebol e viradas de ano.

Como o uso de fogos de artifício silenciosos ainda parece uma realidade distante, a melhor forma de manter seu cachorro tranquilo e seguro é se prevenir e garantir que ele saiba lidar com o surgimento do barulho.

Uma excelente forma é treiná-lo

Você pode procurar na internet algum áudio com fogos de artifício e colocar baixinho perto dele enquanto brincam.

Aos poucos, você vai aumentando o volume e deixando cada vez mais próximo. 

Dessa forma, ele vai se acostumando com a presença daquele som e associando a algo normal.

Dependendo do nível do medo que ele sente, esse processo pode ser demorado. Então, é necessário ter paciência e constância.

Prepare um espaço tranquilo

Separe um espaço onde o cão possa se abrigar durante a queima de fogos, de preferência embaixo da cama ou da mesa, onde eles costumam se sentir mais seguros.

Prepare uma caminha macia para que ele não se machuque caso fique agitado. 

Deixe disponíveis os brinquedos favoritos e uma peça de roupa com seu cheiro para que ele possa se sentir mais protegido.

Se ele se esconder em algum lugar da casa que não apresente riscos, não tente tirá-lo de lá. Deixe que ele fique onde se sentir melhor.

Faça a técnica Tellington Touch

Já ouviu falar na técnica Tellington Touch?

Ela consiste em envolver determinadas partes do corpo do animal com uma atadura ou pano, de modo que passe pelo peito, dorso e região-traseira do animal.

É importante tomar cuidado para não apertar demais ou pressionar a coluna.

O ideal é buscar o auxílio de alguém que conheça essa técnica e possa lhe ensinar para que ela funcione corretamente e não machuque o peludo.

Procure um veterinário

O médico veterinário não deve ser procurado apenas em casos de emergência ou época de vacinação.

Eles são profissionais capacitados e podem auxiliar em diversas situações, orientando sobre o que deve ou não ser feito.

No caso de cachorro com medo de fogos de artifício, por exemplo, eles podem indicar o uso de algum floral ou medicamento que ajude nesse processo.

Então, não deixe de conversar com um especialista de sua confiança e conte sempre com a ajuda dele. 

Agora que você sabe como lidar com cachorro com medo de fogos de artifício, confira também como conquistar a confiança deles!