Como funciona a inteligência canina

Assim como a raça humana evolui, progride e se aperfeiçoa, a raça canina também passa pelos mesmos processos, ou seja, a evolução.

De predadores à domésticos e dóceis, os cães passaram por um processo de evolução perceptível e em meados de 2016 as pesquisas indicaram que 44,3% dos lares brasileiros têm pelo menos um cão.

São mais de 52 milhões de cães convivendo com humanos e todos, assim como nós, são diferentes do outro.

Hoje muito se fala sobre a inteligência dos cães e muitos ainda pensam que cão inteligente é aquele que obedece aos comandos do seu dono.

Será mesmo que o cão é um ser inteligente ou obedece apenas a hábitos condicionados? Se você se interessou pelo assunto continue lendo nosso post, pois falaremos sobre a inteligência canina.

Cães: mais inteligentes do que se pensava

Os estudos sobre a inteligência dos cachorros não param e há algum tempo a tecnologia também vem contribuindo para as análises.

Máquinas de ressonância ou sensores foram acoplados nos animais e conseguiram detectar sinais cerebrais deles, assim como diferenças comportamentais entre eles.

O resultado foi uma diversidade de características cognitivas, intelectuais, nos animais pesquisados, mostrando que os cães têm sim capacidades de aprender, de resolver desafios e até mesmo de tomar decisões.

Uma outra pesquisa revelou que cães têm mais de 530 neurônios no seu córtex, o mesmo número atribuído a um guaxinim.

O americano Brian Hare após 18 anos de pesquisas concluiu que os cães têm uma inteligência social apurada e, por isso, compreendem melhor seus donos. Eles vão além dos chimpanzés, por exemplo. Brian é um dos autores do livro seu cachorro é um gênio.

Um dos resultados mais recentes de pesquisa envolvendo o assunto sobre inteligência canina está publicado na revista Current Directions in Psychological Science, a pesquisa revela que os cães mais inteligentes são os que dão mais trabalho ao seu dono.

Os cães têm poder de decisão

Em outras pesquisas realizadas, as análises mostram que os cães não se limitam a imitar ou seguir as ações do seu dono ou aceitar o comando deles. Eles têm poder de decisão, ou seja, decidem se querem ou não atender ao seu dono.

Pesquisas também mostram que o cão soluciona desafios de forma mais rápida e completa que crianças de até 3 anos de idade.

Os cachorros também conseguem distinguir palavras e a entonação de voz dos humanos usando a mesma área cerebral.

Esse conjunto de características cognitivas nos mostra que nossos cães vão muito além da domesticação.

Eles são capazes de entender nossos sinais ao apontarmos algo tendo o poder de decisão de fazer ou não o que pedimos, compreendem a nossa fala e conseguem pedir ajuda quando estão precisando.

Cada cão, cada raça, tem seu perfil individual de inteligência, assim como os humanos, o que permite que sejam a segunda maior população do planeta.

Conheça melhor seu animalzinho lendo outros artigos no nosso blog.