Assim como para nós, os anos passam e o cão começa a envelhecer.

Ao ter um cão idoso em casa, certos cuidados precisam ser tomados para evitar acidentes e até mesmo para aumentar a qualidade de vida dele.

O post de hoje é sobre quais cuidados você deve ter com seu cachorro idoso, continue lendo!

Quantos anos um cão é considerado idoso?

Para saber se seu cão está idoso ou não, é necessário entender como funciona o cálculo de idade dele de acordo com o porte.

O seu.dog já tem um post sobre isso, por isso, não deixe de conferir!

Os cães envelhecem de forma diferente de acordo com o seu tamanho, mas normalmente a terceira idade para os cães começa a partir dos 10 anos para os cães pequenos e de médio porte.

Já para os cães grandes e gigantes, a terceira idade começa próximo dos 8 anos.

Mas você, com certeza, irá notar sinais de que a idade também está chegando para seu cão. Ele começará a ter pelos brancos no bigode e ao redor dos olhos e ter algumas limitações para brincar e correr.

Não pense que um cachorro idoso não pode ter uma vida boa! Assim como os idosos humanos, se forem bem cuidados podem viver uma longa e feliz vida.

Principais cuidados com cães idosos

Alguns cuidados precisam ser tomados para garantir a qualidade de vida do cachorro!

1. Ração especial para idosos

Já falamos aqui no blog que um cão idoso precisa comer uma ração feita especialmente para ele.

Isso acontece pelo fato de essa ração ter mais nutrientes do que a normal, ter um tamanho diferenciado, ter mais calorias e até mesmo ter componentes para ajudar nos problemas de saúde.

Não deixe de ler nosso post sobre isso para saber tudo sobre a ração para cães idosos!

2. Saúde em primeiro lugar!

Apesar de todos amarmos um cão acima do peso, isso é extremamente perigoso para cães idosos.

Pense que toda sua estrutura óssea foi feita para suportar até um certo peso. Quando seu cão está acima do peso, as chances dele ter osteoporose e outros problemas de articulação são bem maiores, assim como nós.

Por essa razão, cuide da dieta do seu cão para evitar maiores problemas.

Além disso, não deixe de fazer exercícios físicos diários, mas exercícios leves!

Leve-o para dar uma caminhada em um lugar que ele gosta, mas nunca passando de 30 minutos diários.

3. Visitas regulares ao veterinário

Quanto mais velho uma pessoa está, mais constantemente ela necessita fazer um check-up, certo?

Com cães é a mesma coisa!

Leve seu cão no veterinário para verificar que está tudo bem. Não espere aparecer um problema para tratar.

A melhor forma de dar qualidade para a vida do seu cão é prevenir as doenças e o veterinário, com certeza, poderá ajudar!

4. Entenda suas limitações

Com o passar do tempo, você perceberá que seu cão está perdendo os sentidos, principalmente o olfato e a audição.

Também começará a ter problemas de memória, podendo não saber onde precisa fazer suas necessidades e até mesmo não sabendo aonde é sua cama.

Nessa fase, é necessário ter muita paciência e amor com seu cão. Seja calmo e faça de tudo para tornar sua vida melhor.

O seu melhor amigo acompanhou você por toda a vida e nada mais justo do que retribuir dando muito carinho e afeto! ?

Não deixe de compartilhar esse texto com aqueles que têm cães idosos!