Coprofagia: meu cachorro está comendo cocô

Por mais estranho que nos pareça, o ato de comer cocô é muito comum para cachorros.

Você pode até chamar de “comer cocô”, mas o nome realmente correto para esse problema é coprofagia.

A coprofagia pode ocorrer por diversas razões, mas pode ser resolvida!

Se você quer entender melhor seu.dog e saber como resolver esse problema, continue lendo!

Por que a coprofagia acontece?

Como já falamos acima, existem várias razões para que isso ocorra, mas normalmente está associada a uma punição excessiva.

Talvez você não saiba muito bem como identificar o que é uma punição excessiva para o seu cão. Quando ele faz cocô na área errada, qual é a sua reação?

Se for gritar, xingar ou até mesmo repreender de forma agressiva você pode estar passando para seu cão que fazer cocô é errado, fazendo ele comer depois para não receber bronca.

Existe um grande boato que corre que para ensinar seu cão a fazer cocô no local certo, você precisa esfregar o focinho dele nas necessidades quando é feito de local errado. Não faça isso!

Trazer castigos ou punições físicas para ensinar a fazer cocô no local certo apenas irá causar coprofagia. Se você ainda tem dúvidas sobre como ensinar seu cão a fazer as necessidades no local certo, confira as nossas dicas nesse post.

Outra causa da coprofagia é limpar o cocô logo após seu cão fazer as necessidades, isso, fará com que seu amigo associe que o cocô não deve ficar ali, comendo ele para esconder.

Infelizmente, nem sempre a coprofagia tem causa comportamental, podendo ser um sinal de uma doença mais séria.

Por exemplo, seu cão pode estar comendo cocô por estar passando fome, deficiência nutritiva ou até mesmo má digestão.

Também pode ocorrer por querer chamar atenção, tédio, ansiedade e estresse.

Por mais que seja completamente ilógico para nós, seu cão também pode estar comendo seu cocô para deixar o ambiente mais limpo, principalmente se ele dormir próximo do local de fazer as necessidades.

Se você suspeitar que a causa não é comportamental, recomendamos que você leve seu cão para um consulta no veterinário para saber se está tudo bem.

Como posso evitar a coprofagia?

As dicas abaixo podem parecer simples, mas realmente funcionam!

  • Evite deixar o ambiente que o cão fica muito sujo, sempre retirando o cocô;
  • Se seu cão fez cocô, espere um pouco antes de retirar para o cão não entender que esse é um processo errado ou ainda tente retirar sem que ele veja;
  • Quando você ver seu cão comendo ou indo comer seu cocô, fale um firme “não” e tire ele de perto, faça isso quantas vezes forem necessárias;
  • Mantenha uma alimentação balanceada com ração de qualidade para se assegurar que seu cão não está com deficiências nutritivas;
  • Não brigue excessivamente com seu cão se ele fizer as necessidades fora do local.

Parece fácil de realizar, não é?

Para problemas mais graves, existem no mercado os chamados anticoprofágico, um produto composto de ingredientes naturais, de fácil ingestão e que deixam as fezes do seu pet com aroma e sabor nada agradável para eles, fazendo com os animais não tenham interesse em comê-las.

Alguns profissionais da  área não recomendam este método, porque alguns dos produtos contém uma dose muito acentuada de glutamato monossódico, o que não seria indicado para os cães. Também já existem no mercado, florais com o mesmo propósito.

Vale lembrar que não existe problema difícil de resolver, se você estiver sempre atento ao seu cão com muita paciência e compreensão.

Siga nossas dicas e diga se funcionaram nos comentários!