Como funciona a cirurgia de castração de cachorro?

É importante saber como funciona a cirurgia de castração de cachorro, afinal, esse assunto diz respeito a saúde do seu peludo e continua causando bastante polêmica entre os tutores.

Muitas pessoas confundem o desejo sexual humano com o dos cães, pensando que eles poderão se tornar apáticos ou tristes a partir da castração.

Ocorre que os cachorros possuem o instinto sexual a partir da liberação de hormônios e odor de fêmeas no cio, portanto, não é um ato rotineiro. 

Além disso, os cães quando castrados não reagem a essa situação, por isso não sofrem ao serem privados de procriar.

Neste post, apresentaremos como funciona a cirurgia de castração de cachorro. Continue lendo e saiba mais sobre esse importante assunto!

Afinal, como funciona a cirurgia de castração de cachorro?

Antes de entrarmos nos detalhes de como funciona a cirurgia de castração de cachorro, é importante apresentarmos uma informação que poderá ajudá-lo em sua decisão.

Segundo uma pesquisa do Hospital Veterinário de Banfield, nos Estados Unidos, os cães machos castrados vivem em média 18% a mais do que aqueles que não passaram por esse processo, já com as fêmeas o índice sobe para 23%.

Vamos conhecer os detalhes da cirurgia de castração:

Pré-operatório

A cirurgia de castração de cães é bastante simples, no entanto, inspira cuidados como qualquer intervenção cirúrgica.

Nas fêmeas, é normalmente adotada a ovariectomia, ou seja, a remoção do útero e dos ovários. Essa é uma cirurgia interna, que exige um tempo maior para a recuperação.

Já para os machos, a cirurgia mais praticada é a orquiectomia, que consiste na remoção dos dois testículos, portanto, mais simples que a das fêmeas.

Para a realização da cirurgia é preciso de anestesia, o que significa a necessidade da realização de exames pré-operatórios e um check-up, para verificar a situação da saúde dos peludos.

Normalmente, essas cirurgias são realizadas pouco antes dos cães atingirem a maturidade sexual, ou seja, antes do primeiro cio das cachorrinhas e logo após a finalização do ciclo de vacinas dos machos.

Pós-operatório

Após a cirurgia, os cães machos recebem alta no mesmo dia, necessitando apenas de algumas horas para avaliação de suas condições de recuperação.

Já as fêmeas precisam ficar em observação por pelo menos 24 horas, onde será observado:

  • pressão,
  • dor,
  • sangramentos.

Nos primeiros sete dias, os cães usam anti-inflamatórios, porém, a recuperação total se dá normalmente em duas semanas, por isso a importância do uso de um colar protetor ou roupa cirúrgica apropriada, evitando as lambeduras.

É importante o acompanhamento dos pontos e da cicatrização, além da limpeza diária e o uso de algum produto indicado pelo veterinário.

O ideal é que os cães não se agitem e se mexam pouco durante o período de recuperação. Para isso, deixe o bebedouro e comedouro próximo da sua cama.

A retirada do ponto será realizada pelo veterinário, quando ele fará uma avaliação do cão e da sua recuperação.

É necessário castrar cachorro?

Sim! É muito importante castrar o seu cachorro.

Agora que você já sabe como funciona a cirurgia de castração, vamos explicar porque a decisão favorável nessa situação é tão importante.

O primeiro motivo está nos benefícios para a saúde dos cães, onde algumas doenças são evitadas, tais como:

  • piometra,
  • pseudociese,
  • cistos ovarianos,
  • hiperplasia prostática.

No entanto, além de livrar os cães desses problemas, existem ainda outros motivos, que validam a realização dessa pequena intervenção cirúrgica a favor dos peludos, são eles:

  • evita a procriação,
  • diminui as fugas, especialmente dos machos,
  • evita as possibilidades de brigas,
  • minimiza a propagação de doenças graves,
  • melhora o comportamento canino,
  • aumenta a longevidade.

Sabendo como funciona a cirurgia de castração de cachorro e a sua importância para uma vida feliz e saudável do seu peludo, leia outras dicas no nosso post que explica como dar banho a seco em cães!