Cachorro triste: 3 sinais para prestar atenção

Cachorro triste é uma realidade ou faz parte da nossa imaginação?

Para termos uma ideia a esse respeito, o professor Gregory Berns da Emory University, em Atlanta, Estados Unidos, conseguiu comprovar, através de ressonância magnética, que os cães usam as mesmas partes do cérebro humano para prever situações prazerosas.

Isso significa que, dependendo dos acontecimentos, eles podem manifestar:

  • depressão,
  • alegria,
  • raiva,
  • impaciência,
  • amor,
  • tristeza.

Quem possui um peludo em casa conhece essa situação, pois, possivelmente, já teve oportunidade de experienciar comportamentos que envolvem sentimentos do seu cão.

No entanto, você consegue perceber o seu cachorro triste? Identifica quando ele não está bem e busca alternativas para ajudá-lo a superar o momento?

Nesse post apresentamos 3 sinais que demonstram que algo não está bem com o seu cão. Continue lendo e saiba mais a respeito desse importante assunto!

Quando o cachorro triste é motivo de preocupação?

O cachorro triste passa a ser motivo de preocupação quando algumas atitudes no seu comportamento apresentam características que podem colocar a sua saúde em risco.

Estar atento a esses detalhes é importante, pois muitas vezes algum problema sério pode estar se passando com o peludo sem que você perceba.

Portanto, se o seu cachorro estiver triste e alguns desses comportamentos vierem a acompanhar a situação, vale uma averiguação mais criteriosa. Vamos a eles:

Perda de apetite

A perda de apetite é um problema sério, pois com ela seu cachorro está sujeito a:

Uma boa experiência é oferecer-lhe o alimento que mais gosta e verificar a sua reação.

Mudanças no sono

Outra mudança que ocorre com cachorro triste tem relação com o sono.

A partir do sentimento de tristeza, alguns cães perdem o sono e não fecham os olhos nem no período noturno.

Outros dormem muito além do normal, de forma que nem as brincadeiras e os passeios os  motivam a sair do seu canto, desejando apenas dormir.

Isolamento

Por fim, outro sinal que demonstra algo errado com o seu peludo diz respeito ao isolamento.

Se seu cachorro é sociável, costuma acompanhar os membros da casa no cotidiano e, em determinado momento, passa a buscar por locais isolados com frequência, algo anormal está ocorrendo.

Outra forma de perceber o isolamento é quando o cão se deita em algum local e busca se encolher. Esse é o típico sinal depressivo e de um cachorro triste.

Como animar um cachorro triste?

O primeiro passo para animar o dog infeliz é verificar qual é o nível em que ele se encontra.

Às vezes, ele pode estar apenas entediado pela falta de atenção dos tutores, o que é de fácil resolução.

Crie uma rotina diária para brincar e passear com o seu cão, ajudando-o a melhorar a saúde do corpo e deixando-o feliz em dividir um tempo com você.

Presenteie seu cão com brinquedos atrativos, despertando o seu interesse.

Interaja mais com o seu cachorro, chame-o para ficar ao seu lado, acaricie-o e lhe dê atenção. Não esqueça nunca que ele precisa de sinais e incentivos de sua parte.

Avalie a qualidade da alimentação que está sendo servida a ele, e, se for o caso, solicite orientações ao veterinário que poderá lhe ajudar.

Por fim, se nada disso estiver funcionando, o veterinário também é o melhor caminho, onde o seu peludo poderá ser examinado para verificar a possibilidade de alguma doença ou algo que possa estar o incomodando.

É importante acompanhar o comportamento do seu cão, pois, certamente, você não deseja que ele sofra ou viva isolado e na tristeza.

Agora que você já sabe como identificar um cachorro triste e o que fazer para reverter essa situação, continue conosco e leia nosso post que apresenta veterinário a domicílio: você conhece essa comodidade?