Cachorro cego: por que acontece e como cuidar?

Cuidar de um cachorro cego exige cuidados extras, afinal, o cão se guiará, principalmente, pelos sons e cheiros.

Para isso, é recomendado que algumas mudanças na casa sejam feitas, assim como na sua própria rotina.

Mas, com as devidas adaptações, é possível conviver e amar o seu cão normalmente, às vezes até mais!

Continue lendo e saiba mais sobre o que pode causar a cegueira em um cão.

Por que ocorre a cegueira canina?

A cegueira canina pode ocorrer por diversas razões, mas, normalmente, ela ocorre por doenças oculares, como catarata e a degeneração da retina.

Além disso, algumas doenças que não são diretamente relacionadas com os olhos também podem causar cegueira, como doença do carrapato e pressão alta.

Ao contrário do que muitos tutores pensam, ela não ocorre apenas em cachorro mais velhos, podendo atingir todas as idades, até mesmo filhotes.

Apesar de não existir apenas uma raça de cachorro cego, existem cães que apresentam maior predisposição a isso, como o Border Collie, que tende a ter alterações na córnea de maneira hereditária.

Como cuidar de cachorro cego?

Agora que você já sabe a causa, veja nossas dicas para cuidar de cachorro cego!

Adapte sua casa

O primeiro passo para cuidar de um cachorro cego é adaptar a sua casa.

Caso ele já conheça a sua casa antes de ficar cego, recomendamos que você não mude os objetos de local.

Ele irá lembrar de onde pode ou não pode andar e, se você mexê-los, irá confundir o cachorro.

Mas se você adotou um cachorro cego e ele não conhece o ambiente, é interessante que você retire os móveis de locais de grande circulação, principalmente se eles ficarem no meio dos ambientes, ao invés das paredes.

Se você perceber que seu cão está batendo na quina dos móveis, é interessante investir em protetores, igual aqueles que se compra para bebê.

É importante ressaltar que tanto o pote de comida quanto o de água devem ficar sempre no mesmo local, para que ele consiga chegar sozinho até lá.

E caso você tenha escadas ou ambientes que ofereçam mais perigo para o seu pet, é essencial investir em portões para limitar o acesso a esses espaços. Ninguém quer que um acidente aconteça, não é?

Evite correr ou fazer barulhos altos

Os cães têm a audição bem mais aguçada do que nós e, por isso, é comum vê-los assustados por barulhos altos e inesperados.

Esse susto é ainda pior em cachorro cego, uma vez que eles não conseguem identificar a fonte do barulho e não sabem o que está acontecendo.

Por isso, é recomendado evitar, ao máximo, correr pela casa, fazer barulhos altos e brinquedos barulhentos.

Assim, você garantirá que seu cão fique confortável e sem medo.

Continue os passeios

Não é porque você tem um cachorro cego que só deve ficar em casa e nunca mais fazer nada com ele. Muito pelo contrário!

Já falamos aqui no blog que os cães exploram o mundo cheirando as coisas e eles adoram passear e conhecer novos cheiros.

Por isso, continue os passeios normalmente, mas utilize uma guia curta para que ele fique mais próximo de você.

Desse modo, você conseguirá garantir a sua segurança e agir rapidamente, caso seja necessário.

É importante também que você continue brincando normalmente com o seu cachorro cego, respeitando suas limitações.

Você verá que as brincadeiras podem ser facilmente adaptadas e o farão muito mais feliz.

Avise os outros

É fundamental que todas as pessoas que frequentam sua casa saibam que seu cachorro é cego.

Isso fará com que eles tomem mais cuidado por onde andam, o tom que falam e as brincadeiras que tentam fazer com seu pet.

Inclusive, é importante avisar para os outros que antes de tocar no seu cão, deve-se falar algo e se aproximar lentamente.

Isso evitará problemas, como mordidas indesejadas ou outros acidentes.

Com todos esses cuidados, você conseguirá cuidar do seu melhor amigo normalmente.

Agora que você já sabe como cuidar de cachorro cego, que tal seguir o seu.dog no Instagram para mais dicas exclusivas?