Cachorros braquicefálicos: raças e cuidados

Existem muitos tipos de cães, uns mais musculosos, outros mais magros, com diferença de formato de orelha, olhos e até mesmo focinho.

Muitas vezes essas diferenças trazem vantagens ou desvantagens para a raça, e é exatamente o caso dos cães braquicefálicos.

Os cachorros braquicefálicos são aqueles que têm a cara “achatada” ou “amassada”. As raças mais conhecidas são: pug, buldogue francês, boxer e shih tzu.

shih tzu dog GIF

Continue lendo para saber mais sobre cachorros braquicefálicos e os cuidados necessários com esses cães!

O que são cães braquicefálicos?

Assim como já falamos, os cães braquicefálicos são aqueles com o focinho mais curto, mas isso implica em muitas coisas.

Os cães braquicefálicos tem como características:

  • crânio pequeno;
  • sistema respiratório superior comprometido.

O sistema respiratório superior, para quem não sabe, é composto, basicamente, pelo caminho do ar até o pulmão, incluindo o nariz, a faringe, laringe e parte da traqueia.

Dessa forma, cães braquicefálicos podem apresentar problemas em alguns ou até mesmo em todos esses órgãos. As principais complicações são:

Dificuldades para respirar

Alguns cães braquicefálicos tem suas aberturas nasais muito pequenas, dificultando a respiração.

Dependendo de quão menores são as aberturas nasais, pode ser necessário cirurgia para deixá-las maior, facilitando a respiração do cão.

Problemas no palato mole

O palato mole é uma parte do corpo que faz a separação das vias orais das nasais e cães braquicefálicos tendem a ter problemas nesse tecido.

Como a cabeça dos cães braquicefálicos é tão pequena, os tecidos moles da boca não cabem todos ali. O que acontece é que o palato mole fica pendurado e solto até a garganta, causando roncos.

Em alguns casos, especialmente com buldogues, tanto inglês quanto francês, esse problema com o palato mole pode causar complicações e problemas respiratórios.

Por isso, se você é tutor de um buldogue, fique sempre atento com engasgos e falta de ar.

Hipoplasia traqueal

A traquéia de cães braquicefálicos tendem a causar problemas por algumas partes serem mais estreitas que outras, trazendo um grande risco anestésico.

Por essa razão, os donos de cães braquicefálicos preferem fazer o uso de anestesia inalatória, que diminui bastante o risco.

Hipertermia

A hipertermia, também conhecida como estresse por calor, pode acontecer em cães braquicefálicos.

Não sei se você sabe, mas os cães suam pela língua e quando a temperatura está alta, ficam constantemente trocando o ar da boca, parecendo ofegantes. Eles fazem isso para que haja o resfriamento do sangue local.

Quando o cão tem problemas respiratórios, como os braquicefálicos, não conseguem ofegar da mesma forma que os outros, podendo alcançar altas temperaturas e até mesmo passar mal!

Mas não se preocupe que não é um problema muito comum. De toda forma, sempre tome cuidado para não passear com seu cão quando está muito calor e sempre o mantenha hidratado.

Se você tem um cão braquicefálico, é necessário estar sempre de olho e fazer constantes visitas ao veterinário para se certificar que está tudo bem.

Aproveite essa visita ao veterinário para tirar suas dúvidas sobre os problemas que podem ocorrer com seu amigo.

Não deixe de ler o post Meu cachorro ronca, é normal?